Como de costume e em mais um ano, o presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal e presidente regional do MDB, Rafael Prudente (MDB) concedeu, nesta sexta-feira (17), entrevista à Associação Brasileira dos Portais de Notícias (ABBP)

.
Os presidentes da Câmara Legislativa, Rafael Prudente e da ABBP, José Vilela -  Foto: Rinaldo Morelli/CLDF

Prudente se posicionou quanto às costuras políticas em torno da reeleição do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB). Para o presidente da Casa, a definição do governador com bastante antecedência de que viria a concorrer à reeleição passou a ser uma prioridade no consenso partidário.

"Todos os pretensos candidatos que desejem concorrer ao Buriti o fazem com legitimidade. É um direito de todos e não podemos cercear. Os nomes devem ser postos à mesa e o eleitorado é quem decidirá. Assim funciona uma democracia", afirmou Rafael.

TV Câmara
Ano passado, no balanço que fez aos jornalistas da ABBP, Rafael Prudente se comprometeu a efetivar um sonho da Casa que era a implantação da TV Câmara: "Nós nos comprometemos e esse ano cumprimos com nosso propósito. Lógico que continuamos trabalhando dia e noite com nossos profissionais de comunicação para que a TV Câmara possa alcançar o máximo de lares de nossa população. Estamos satisfeitos até o momento, mas queremos muito mais", frisou.

Destino político
Questionado sobre qual será seu destino político em 2022, Prudente foi prudente. "Estamos trabalhando forte para inserir as mulheres na política. Sabemos do potencial que elas têm e estamos cooptando muitas mulheres que não se interessavam por política. Realizamos um grande projeto que foi o "MDB Mulher" em todas as cidades do DF e os resultados foram surpreendentes. Definido mesmo é que estamos trabalhando para a reeleição de nosso governador Ibaneis, a luta por dois deputados federais e acreditamos que possivelmente conseguiremos eleger de três a quatro deputados distritais. Trabalho não está nos faltando", disse.

No entanto, Rafael lembrou que as mudanças eleitorais acabaram trazendo um desafio maior para o Partido. Antes havia cerca de 40 deputados e agora serão 25 deputados distritais, além de 9 federais e teremos as quotas que devem ser cumpridas.

"É um desafio para todo o dirigente partidário poder fazer uma nominata forte. Creio que essa próxima eleição a dificuldade será a eleição dos partidos que têm história e dos partidos que têm estrutura. Não creio na eleição de partidos nanicos. E com essas nominatas de gente que tem 4 mil, 3 mil votos, vai ficar difícil. Porque quem não atingir 12 mil votos ficará difícil de ganhar a eleição".

Apoio à segurança pública
No que diz respeito à segurança pública e a valorização de seus profissionais, o presidente da Câmara disse que a Casa sempre esteve pronta para auxiliar naquilo que estivesse amparado na Lei e nos desejos do governo. "Recentemente os policiais militares viveram um clima de tensão e apreensão quanto às promoções de dezembro. Há de se ressaltar que aqui na Câmara o trabalho do Líder do Governo, deputado Hermeto, foi incansável para que houvesse possibilidades de ocorrerem essas promoções, já que os recursos se tornaram um imbróglio. O governador Ibaneis decidiu, a Câmara endossou e o resultado foi a concessão das promoções, onde até a oposição se prontificou a ajudar", afirmou.

Ibaneis e Flávia Arruda
Outra questão relevante tratou da proximidade entre Ibaneis Rocha e a ministra-chefe da Casa Civil (Segov), a deputada Flávia Arruda (PL), que para alguns órgãos de imprensa, nos bastidores, soa como se houvesse um racha entre partidos. Questionado se realmente existe esse racha, Prudente disse não poder falar por outras pessoas. No entendimento do jovem político, mas experiente, ao mesmo tempo, "houveram grupos políticos que foram para um lado e nos 45 minutos do segundo tempo isso foi desfeito sem a menor cerimônia. Partindo desse princípio, não dá para fazer previsibilidade quando se trata de política. É política em qualquer lugar. Quem imaginava que o governador Ibaneis ia virar governador daqui. Nem o maior gênio político tinha essa imaginação! A gente sabia que Bolsonaro ia ser presidente do Brasil? Duas questões são bases das conversas que foram feitas até o momento: Ibaneis vem para a reeleição e Flávia Arruda deve concorrer a uma vaga ao senado federal", citou Rafael.

Vice de Ibaneis
Definido que o governador Ibaneis virá à reeleição, resta saber quem será o escolhido para ser seu vice-governador. Para o presidente da Câmara Legislativa, o governador tem toda autonomia para fazer essa escolha e entende que a procura lógica será por alguém e um partido que tenha afinidade política com o atual grupo. "Como eu disse, política é momento e não dá para organizar tudo de supetão. Sabemos que a possibilidade de haver pessoas que irá migrar para esse grupo atual ou de alguns que podem sair dele também é muito grande. Portanto, fazer previsão é um tanto precipitado. Eu espero e torço para que os acordos que foram firmados e aquilo que foi transparecido possam ser mantidos. Que 2022 seja muito melhor que 2021", concluiu Rafael Prudente.

O deputado destacou que foram aprovados seis programas de transferência de renda. Juntas, as iniciativas integram o Plano DF Social e têm foco na superação da pobreza.

O Plano DF Social é composto pelos programas DF Social, DF Brincar, Incentiva DF, Agentes da Cidadania, Agentes de Cidadania Ambiental e DF Alfabetização. Durante a aprovação do plano, o distrital explicou que os programas sociais foram lançados para levantar a quantidade de famílias em situação de vulnerabilidade no DF.

Os programas sociais de segurança alimentar e nutricional aprovados foram instituídos emergencialmente por conta da pandemia da covid-19. "Temos 40 mil famílias recebendo o Cartão Prato Cheio. Famílias que passaram a ter o poder de compra, de decidir o que seus filhos vão comer. Isso é dignidade", enfatizou Rafael Prudente.



Conheça os novos programas

DF Social – O benefício consiste na concessão de auxílio financeiro, em parcelas sucessivas mensais, no valor de R$ 150 cada, a ser creditado em nome do responsável familiar definido no Cadastro Único, sendo preferencialmente mulheres.

Incentiva DF – É um benefício no valor de R$ 200, destinado a adolescentes de 15 a 18 anos incompletos, inseridos no Cadastro Único, com o objetivo de promover a autonomia social e a construção de um projeto de vida.

DF Alfa – Vai conceder benefício de R$ 60 a famílias com pessoas em idade superior a 15 anos e que estiverem inscritos e frequentando o Primeiro Segmento da Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou o Programa Brasil Alfabetizado no âmbito do DF (DF Alfabetização).

DF Brincar – É a transferência direta de renda no valor de R$ 100 mensais, destinado às famílias integrantes do Programa Criança Feliz Brasiliense.

Agentes da Cidadania – Iniciativa que visa fortalecer a inclusão social e produtiva da mulher em situação de vulnerabilidade.

Agentes de Cidadania Ambiental – No valor de R$ 300, o auxílio é destinado a catadores de material reciclável que exerçam esta atividade laboral

Rafael Prudente esclareceu que o objetivo desses programas são suprir temporariamente a pobreza e a vulnerabilidade da população do DF e devem ter a duração de no máximo 6 meses até que o beneficiado do programa consiga um emprego formal.

Da redação, com informações tudooknoticias.com.br e edibrasilia.com.br

Compartilhar:

Walter Brito

Comente:

0 comentários

Boazinhas